Blog categories

Comments

    Como funciona um sistema de detecção de incêndio

    Quando um acidente com fogo acontece, é preciso ter uma resposta rápida e eficiente de forma a garantir a proteção do patrimônio e da vida das pessoas. Essa resposta imediata é garantida com o uso de tecnologias como a dos sistemas de detecção e alarme de incêndio.

    Um sistema de detecção de incêndio é formado por um conjunto de elementos, instalados de forma planejada e coordenada para detectar um incêndio e fornecer as orientações e sinalizações necessárias para o início imediato das ações de combate e de evacuação.

    O sistema pode ser endereçável ou convencional. Os convencionais têm detectores e acionadores ligados a uma central. Esses equipamentos cobrem uma área determinada e, quando acionados, indicam o espaço em que está ocorrendo o incêndio. São mais indicados para áreas menores.

    Os sistemas endereçáveis têm uma tecnologia que indica com precisão o local do incêndio. Todos os dispositivos – detectores e acionadores – são ligados à central. Se um deles for acionado a central indica exatamente qual foi e a sua localização. Essas informações garantem agilidade na tomada de medidas de contenção e evacuação. Os sistemas endereçáveis são mais indicados para espaços maiores.

    Confira os elementos que compõem um sistema de detecção de incêndio:

    Central de alarme: aparelho que interliga todos os dispositivos, recebe e envia os sinais de alerta e de acionamento de todos os equipamentos.

    Acionador: é aquele dispositivo vermelho que fica instalado em pontos estratégicos nas empresas, shoppings, hospitais, escritórios e outros espaços. O acionador é ligado à Central de Alarme de Incêndio. Ele tem um botão, como se fosse um interruptor, que ao ser acionado envia para a central a localização da ocorrência. A comunicação é bem rápida, o que facilita as ações de contenção e evacuação.

    Detector de temperatura e de fumaça: eles são pequenos e simples mas fazem uma diferença enorme na segurança e proteção dos ambientes. Um detector é composto pelo sensor de fumaça e por circuitos eletrônicos que fazem com que o sensor acione o alarme.

    Sirene: aparelho que emite os sinais sonoros e visuais quando acontece um disparo geral na central de alarme de incêndio.

    Sprinkler: é aquele dispositivo instalado no teto e que dispersa água em caso de incêndio. Ele tem uma ampola de vidro termossensível que é acionada quando há fogo. A cor dela indica a temperatura máxima que aparelho suporta antes de ser ativado. A projeção do sistema a ser utilizado vai depender da área e da densidade.

    div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://globalamerica.com.br/wp-content/uploads/2018/05/bg-banner3.jpg);background-size: initial;background-position: center center;background-attachment: initial;background-repeat: repeat-x;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}
    Converse conosco
    Converse conosco
    Perguntas, dúvidas, problemas? Estamos aqui para lhe ajudar!
    Conectando...
    Nossos atendentes não estão disponíveis no momento. Deixe sua mensagem e entraremos em contato com você em breve.
    Nossos atendentes estão ocupados. Por favor, tente novamente mais tarde.
    :
    :
    :
    Você tem uma dúvida? Escreva para a gente!
    :
    :
    Esta sessão de chat foi finalizada
    A conversa foi útil? Dê seu voto para está sessão de chat.
    Bom Ruim