Blog categories

Comments

Diferenças entre cortinas corta-fogo e portas corta-fogo

As Cortinas Corta-Fogo fazem parte do mercado de dispositivos de prevenção passiva de incêndios, junto a uma grande variedade de equipamentos, como as Portas Corta-Fogo, mas com funções e aplicações diferentes.

Nesse sentido, as Cortinas Corta-Fogo e Portas Corta-Fogo costumam gerar muitas dúvidas, isso porque seus nomes são bastante parecidos.

Mas será que a função delas é igual? Confira essa matéria completa sobre as diferenças entre as Cortinas Corta-Fogo e as Portas Corta-Fogo.

Cortinas corta-fogo

As Cortinas Corta-Fogo, também chamadas de Barreiras Corta-Fogo, tratam-se de barreias têxteis e flexíveis utilizadas para evitar que o fogo se espalhe. Sua produção é feita com fibra de vidro e fios de aço inoxidável, podendo resistir por até 4 horas em fogo contínuo a 1.100°C.

As Barreiras Corta-Fogo, geralmente, fazem a compartimentação de grandes espaços.

Por exemplo, em um armazém logístico, sem paredes e divisórias, um pequeno foco de incêndio rapidamente se espalharia.

Isso ocorre porque o fogo não encontra nenhum tipo de impeditivo para se alastrar e, logo, tomaria conta de todo o espaço.

Cortina Corta-Fogo
Exemplo de Cortina Corta-Fogo para isolar um andar

Já com as utilização das Cortinas Corta-Fogo, assim que o sistema de detecção de incêndio identifica a presença de fogo, ele aciona o mecanismo das Barreiras Corta-Fogo.

Em poucos segundos, as Cortinas Corta-Fogo descem compartimentando o ambiente e evitando que as chamas, fumaça, ar quente e gases passem para o restante do ambiente.

Pela flexibilidade e fácil adaptação, as Cortinas Corta-Fogo são aplicadas em fachadas, janelas, guichês, portas, acessos a escadas rolantes, quiosques e compartimentação horizontal. Além de poderem ser utilizado em locais sem estruturas de edificação.

Clique AQUI e saiba mais sobre as cortinas corta-fogo.

Portas corta-fogo

As Portas Corta-Fogo são, como o próprio nome diz, portas produzidas, geralmente, em aço galvanizado e com seu interior constituído de material térmico para oferecerem maior resistência ao fogo.

Elas têm a função de evitar que as chamas atinjam outro pavimento da edificação.

Porta Corta-Fogo
Exemplo de Porta Corta-Fogo

Por se tratarem de Portas Corta-Fogo, elas, obrigatoriamente, precisam estar fixadas na edificação. A utilização se dá em prédios, corredores e é mais indicada para portas e vãos menores.

Sua classificação ocorre em quatro categorias que tem relação com a sua resistência ao fogo, podendo suportar de 30 a 120 minutos.

Qual a melhor escolha entre Cortinas Corta-Fogo e Portas Corta-Fogo?

A indicação de qual é o modelos de proteção mais adequado para o projeto é feita a partir da análise e da indicação dos bombeiros.

Leva-se em consideração diversos aspectos nesse momento, como a finalidade da edificação (comercial, industrial ou residencial), tipo de atividade do local, fluxo de pessoas, entre outros.

De modo geral, as Cortinas Corta-Fogo servem para compartimentar espaços abertos como galpões e mercados. Além disso, vãos grandes e na horizontal também costumam receber a proteção de Barreiras Corta-Fogo.

Já as Portas Corta-Fogo tem indicação para edificações residenciais e em espaços menores.

Lembre-se que esse são dispositivos de proteção passiva e para que eles exerçam sua função de forma correta, é necessário que sejam equipamentos de qualidade e com certificação.

Se quiser saber mais sobre esses dispositivos e os outros que constam em nosso portfólio, entre em contato com a nossa equipe!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://globalamerica.com.br/wp-content/uploads/2018/05/bg-banner3.jpg);background-size: initial;background-position: center center;background-attachment: initial;background-repeat: repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}
Fale conosco